A pedrada final

2
1554

Bem no centro de Copenhaga existe uma segunda cidade muito particular. Para terminar a nossa curta estadia nesta fantástica capital, fomos visitar o bairro de Christianshavn, onde prospera a comunidade alternativa de Christiania.

É uma experiência única e em nada comparável às famosas coffee shops de Amesterdão. Trata-se de um bairro com 550 habitantes permanentes, a apenas umas ruas de distância da Ópera de Copenhaga, onde o consumo e venda de canábis é completamente legal. Como num mercado de legumes, ali se vende todo o tipo de Cannabis sativa, de todas as proveniências do globo.

Mas Christiania é mais do que isso. É uma micro cidade alternativa que foi fundada nos anos 70 por um grupo de squatters e hippies no que eram as casernas de um velho quartel abandonado. Neste momento, tem tudo o que um bairro normal tem: água, eletricidade, saneamento. Os seus habitantes são autónomos, sendo que a grande maioria vive da venda de canábis, mas também há inúmeros artesãos e artistas plásticos, que preferem viver autonomamente de uma forma descontraída e sem grandes ligações às convenções vigentes.

Pode visitar-se sem qualquer problema, há inúmeros restaurantes e cafés, lojas e espaços de lazer. A única coisa que não se pode fazer é tirar fotos, e isso eu não sabia, mas fui logo recordada por dois locais que me informaram das regras… Tarde demais.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here